Publicado em 1 comentário

Made In Brazil

Muitos nos inspiramos nos trabalhos dessas quilteiras maravilhosas ao redor do mundo.

Temos vários festivais ocorrendo durante o ano todo, e sabemos da presença forte  e marcante das artistas brasileiras. Agora já somos fontes de inspirações!

Na semana passada tivemos dois eventos que devemos sim mencionar. Um foi relizado em Portugal,  no Castelo de Paço de Giela, na cidade de Arcos de Valdevez. Uma exposição de obras de artistas têxteis brasileiros, convidados para um grande e renomado Festival de Cultura, de 19 a 22 de abril, com curadoria da Ciça Mora.

Recebendo grupos de 60 pessoas no decorrer do dia, ela pode mostrar e explicar o trabalho das nossas artistas.

Também tivemos nos Estados Unidos, em na cidade de Paducah, The Spring Paducah 2018, onde na exposição The Contemporary Quilt Art Association, tivemos a presença de 23 artistas Brasileiras. Foram U$125,000.00 em dinheiro como premiações, além do prêmio da Janome Best of the Show de U$20,000.00 (bons motivos para investir em bons materiais e bons cursos não acham?)

Lucia Souza foi uma das grandes premiadas, com um trabalho que realmente mereceu cada olhar do festival. O quilt “Fireworks” de tamanho 26,5 cm x 31,5 cm todo feito à mão. 1º lugar de miniatura na 31ª Quiltweek Spring Paducah – Kentucky (site oficial)

 

“Fireworks”, Lucia Souza, foto enviada gentilmente pela Suzana Refatti.

Além disso várias brasileiras tiveram menções honrosas e também receberam “rosetas” de seus trabalhos, como as meninas do Órbita Quilting.

“Ergos” trabalho de Claudia Dias, exposto em Paducah

Claudia Dias por exemplo estava com 3 trabalhos expostos no festival de Paducah e 3 em Portugal.

Começamos então a semana dessa forma… estimulando a todas/os a se dedicarem e praticarem essa arte deliciosa de unir pedacinhos de tecidos. Contem sua estória… não importa a técnica, e não importa se terá ou não premiações internacionais. Nós estamos felizes em fazer parte da sua história, e queremos muito ouvir você!

Dividir para somar sempre!

 

Compartilhe essa ideia:
Publicado em 14 comentários

Liberdade em 2018! Ser ou não ser bloco?

Toda vez que pensamos em Patchwork, lembramos daquelas colchas gigantescas, com vários formatos diferentes, onde hipotenusas e paralelos se apresentam… onde há cálculos e mais cálculos a serem feitos.

Sim e não!

Lembra, da história do Desmistificar o Patchwork? Então é isso.

Você pode Sim pensar, planeja e escolher o seu Patch! O planejamento do Projeto é preciso para que o seu trabalho tenha todos os tecidos necessários. Sim, cortes tem que ser precisos! E teremos união de costuras perfeitas. Sim, a forma que você abrir ou não as costuras fará total diferença! Sim, você poderá engomar os tecidos, facilitará e muito o cortar. Sim, o quilt irá dar volume e formato preciso a todas as formas escolhidas. Sim, tecidos floridos e grandes não podem ser geométricos! Sim, todo corte deverá ser feito na orela do tecido. Sim viés tem que ser há 45º. Devemos sempre usar algodão. Sim use a linha da cor do seu tecido! Continuar lendo Liberdade em 2018! Ser ou não ser bloco?

Compartilhe essa ideia:
Publicado em 4 comentários

É atalho com retalho, mas também não é!

Tenho observado e recebido muitos comentários em nosso blog. Não temos pretensão alguma de nos tornarmos experts em nada… queremos sim, sermos fonte de inspirações. O que soubermos, iremos partir da base do Patch, que é dividir informações.

Nosso site quer realmente desmistificar essa arte de unir retalhos. Queremos mostrar que o simples pode ser bem vindo e que o sofisticado também.

Painel feito por Michelle Jackson

Que não há regras no Patchwork. Que ele serve para fazer uma colcha de bebe, um caminho de mesa, uma decoração de Natal ou até uma foto do seu filho, montado em retalhos coloridos tingidos a mão. Pode ser uma bolsa ou uma maleta!

Pode ser o painel lindo, pictorial, pode ser o básico da aplicação a máquina! Tudo pode… Continuar lendo É atalho com retalho, mas também não é!

Compartilhe essa ideia: