Publicado em Deixe um comentário

Contemporary Quilts

*Imagem de destaque – Painel Peg Collins

Existem várias definições sobre onde e como usar esse termo. Muitas vezes definidos como colchas modernas, funcionais, com cores fortes e inspiradas por um design moderno. Minimalismos, espaços negativos, expansões, assimetrias, trabalhos alternativos de grades…. partes que compõem um painel, um edredon, um caminho, uma manta, sempre modernas.

Improvisações de emendas, retas, curvas, profundidades…. espacial jogado entre tantas inspirações.

Quase sempre Color block, como diria meu querido Airton Spengler, ou “bold colors” como diria Angela Pingels. Agora podemos ousar com texturas diferentes. Tudo é possível!

Painel: Cecilia Koppman

Ou como faz quase sempre nossa querida Cecilia Koppman, os tecidos podem ser tingidos, com nuances delicadas se fazendo presente.

Enganam-se quem pensa que são fáceis de se fazer. Precisa atenção e muito bom gosto. Capricho em todos as emendas e costuras.

Mas cuidado ao executar…. muitas vezes tornam-se obras totalmente diferentes das que foram projetadas, pois acabam criando vida e nos conduzindo a resultados bem pertinentes ao nosso sentimento.

Eu sou apaixonada por elas. Todas me seduzem para serem reproduzidas. Falta tempo para tantas coisas a serem administradas.

Continuar lendo Contemporary Quilts

Compartilhe essa ideia:
Publicado em 14 comentários

Liberdade em 2018! Ser ou não ser bloco?

Toda vez que pensamos em Patchwork, lembramos daquelas colchas gigantescas, com vários formatos diferentes, onde hipotenusas e paralelos se apresentam… onde há cálculos e mais cálculos a serem feitos.

Sim e não!

Lembra, da história do Desmistificar o Patchwork? Então é isso.

Você pode Sim pensar, planeja e escolher o seu Patch! O planejamento do Projeto é preciso para que o seu trabalho tenha todos os tecidos necessários. Sim, cortes tem que ser precisos! E teremos união de costuras perfeitas. Sim, a forma que você abrir ou não as costuras fará total diferença! Sim, você poderá engomar os tecidos, facilitará e muito o cortar. Sim, o quilt irá dar volume e formato preciso a todas as formas escolhidas. Sim, tecidos floridos e grandes não podem ser geométricos! Sim, todo corte deverá ser feito na orela do tecido. Sim viés tem que ser há 45º. Devemos sempre usar algodão. Sim use a linha da cor do seu tecido! Continuar lendo Liberdade em 2018! Ser ou não ser bloco?

Compartilhe essa ideia:
Publicado em 4 comentários

É atalho com retalho, mas também não é!

Tenho observado e recebido muitos comentários em nosso blog. Não temos pretensão alguma de nos tornarmos experts em nada… queremos sim, sermos fonte de inspirações. O que soubermos, iremos partir da base do Patch, que é dividir informações.

Nosso site quer realmente desmistificar essa arte de unir retalhos. Queremos mostrar que o simples pode ser bem vindo e que o sofisticado também.

Painel feito por Michelle Jackson

Que não há regras no Patchwork. Que ele serve para fazer uma colcha de bebe, um caminho de mesa, uma decoração de Natal ou até uma foto do seu filho, montado em retalhos coloridos tingidos a mão. Pode ser uma bolsa ou uma maleta!

Pode ser o painel lindo, pictorial, pode ser o básico da aplicação a máquina! Tudo pode… Continuar lendo É atalho com retalho, mas também não é!

Compartilhe essa ideia:
Publicado em 2 comentários

Houston, We don´t have a problem!

Eu não estava preparada para Houston… essa é uma verdade. Há tanto a dizer sobre essa experiência, sobre tudo o que vi, que vivi, que desejei, que realizei, que darão várias e várias postagens.

Na verdade quero mesmo que essa minha primeira fala seja apenas pessoal e não profissional.

Simplesmente amei. Amei a cidade, as instalações, a gentileza dos texanos, de todos aqueles americanos que estavam disputando espaços nos corredores do evento.

Me apaixonei pelas salas de aula. Maneiras práticas e inteligentes de acomodar a todos os inscritos. Tudo funcionava. Tudo “Justing in time!”. E as máquinas… sonho de consumo não só das Quilteiras, mas de qualquer pessoa que ama costurar.

Continuar lendo Houston, We don´t have a problem!

Compartilhe essa ideia: