Dicas e reflexões

Batik, a arte das estampas com cera

Não tem como falar de patchwork sem falar de estampas. São elas que fazem com que a composição de cores funcione, que trazem a leveza ou a força do trabalho que estamos fazendo. Quando quero algo orgânico, leve e cheio de personalidade logo penso nos tecidos de Batik. Suas estampas são apaixonantes, com padrões distintos que se complementam, com cores vivas, naturais e que trazem sofisticação ao trabalho. Ele também é uma ótima alternativa para quem está começando no universo de compor cores, pois a mistura de suas estampas com os tons naturais fazem uma composição perfeita. 

Para quem não sabe, o Batik ou Batique é uma técnica de tingimento em tecido, totalmente artesanal e originária da ilha de Java na Indonésia. A cera é utilizada como isolante das tinturas aplicadas no tecido e o tingimento é feito em camadas. Aqui no Brasil nós temos uma fabricante de tecidos que importa os Batiks da Indonésia, a Fabricart. Conversei com eles para entender melhor como essa técnica de estamparia é feita. Segundo me informaram a cera é aplicada, criando formas e desenhos através do uso de carimbos, pincéis ou com o “tjanting” (uma espécie de cachimbo com um biquinho aplicador). Em alguns casos, na finalização a cera é derretida, formando um efeito craquelado na pintura. Todo esse processo é totalmente manual e confere aos tecidos um resultado final totalmente espetacular!

Mas se você se preocupou com o tingimento e acha que ele irá manchar o resto do seu trabalho na hora da lavagem, a dica é fazer uma pré-lavagem do tecido antes de utilizá-lo, diminuindo o residual de corante. Realmente é uma técnica maravilhosa, feita por pessoas extremamente habilidosas. A empresa brasileira atualmente importa 25 estampas diferentes, porém as possibilidades são infinitas. E vamos concordar, não tem como não se apaixonar por esses tecidos.

5 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *